Retrospectiva 2013 by Sacimula

Saci e Mula sem cabeça tinham prometido que a fé no 13, havia de resultar num ano de sorte.
AA_FACHADABOATEKISS
Tudo foi mal, naquele trágico incêndio na Boate Kiss. Um país que abre o ano velando jovens mortos, por imprudência de empresários das baladas e ineficiência do poder público, precisava literalmente se refazer das cinzas, para merecer crédito, quanto à capacidade de antever e evitar tragédias.
AA_DILMACHORASANTAMARIA
Sede do encontro de jovens católicos, da visita do Papa Argentino, em julho, essa fé num Brasil que abraça a juventude, a liberdade e diversidade de credos, plantou uma flor.
AA_papavisitaobrasil
Mas foi o fanatismo religioso que, numa de suas nefastas demonstrações de poder, abalou e feriu as tão caras convicções e batalhas por um mundo mais igual. A ‘cura gay’, ressuscitando o âmago da Inquisição do Santo Ofício, demorou a ser curada. O Estado anda pouco laico e deixa muito louco (do mal) ditar o que se pode ou não. Precisou o ano caminhar para o final para nos livrar do mal. Somente em dezembro, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias se viu livre de Marcos Feliciano, deputado ultra conservador e representante do que há de pior, de mais corrosivamente preconceituoso, possa haver na interpretação dogmática e autoritária do Evangelho.
AA_marcofelicianocuragay
E quando parece que ninguém tá vendo, eis que nos vemos no centro da situação. Confirmado: como temos armas de destruição da fome em massa, Obama espiona o Brasil. Ele deve ter visto muita coisa, do pré-sal ao petróleo; do jogo do bicho ao bicho de pé. Tio Sam não ficou impune. Dilma desistiu de ir aos EUA, botou a boca no mundo. O bicho pegou!
AA_Obama-Espiona-Dilma
E a juventude não tolerou o aumento do busão. Não era pelos 20 centavos. Mas era, também contra os 20 centavos. Os meios de transportes utilizados pela maioria da população são caros, se for considerado o nível de desconforto.
AA_naoepelos20dentavos
E a polícia mais violenta contra movimentos sociais, tem sido (disparado!), a do Estado de São Paulo. A repressão ao protesto estudantil foi tão violenta que acabou encontrando resposta a altura.
AA_spray de pimenta
Os cenários urbanos em completo caos e destruição, iniciados em São Paulo e repetidos por toda parte, por mais de um mês, causaram e ainda causam perplexidade, merecem análise atenta, comportam interpretações diversas. Mas revelam que o nível de participação ativa na política se ampliou. Bom para os ideais democráticos, mas melhor ainda para servir de termômetro da capacidade de superação dos problemas, sob a égide da justiça e da liberdade. Milhares se manifestaram no Palácio do Planalto. Ruidosamente. Ninguém saiu ferido por excessos da força policial.
AA_protesto-brasilia1
Em São Paulo, a ira popular manifesta no meio do ano, contra o aumento no preço da passagem, viria se justificar ainda mais e a merecer repercussão e indignação geral, uma vez que, a partir de denúncia iniciada no âmbito de uma mega empresa internacional – a SIEMENS – revelou-se que as autoridades do Estado mais rico da federação passaram as últimas 2 décadas roubando dinheiro do Metrô. Pois é, não era só pelos 20 centavos. Era pelos 20 anos de violência policial, descaso com a educação e a saúde e roubalheira encoberta e blindada que São Paulo, desmerecidamente, suporta.
AA_cratera do metro
E a indignação seletiva diante da corrupção, operada de forma cada vez mais evidente, por parte das grandes empresas de comunicação, teve enfrentamento inédito, por parte dos movimentos sociais. A Rede Globo se torna cada vez mais óbvia e em 2013, bateu seu próprio recorde, anunciando o óbvio ululante: sim, ela admite que apoiou a ditadura. Os protestos contra a velha imprensa, sintetizados no ato público nas sedes dessa emissora – sendo o mais significativo, o da apoteótica “homenagem” à fachada do prédio, que recebeu “adubagem”- foram o corolário do que as redes sociais e seus blogs “sujos” têm possibilitado, em termos de reação à manipulação da informação.
AA_fachadadaglobocom merda
A contra ofensiva também marcou 2013. O pensamento progressista quer o marco regulatório. As grandes empresas desejam repor sob seu controle a sua velha, gasta e abominável ação monopolizante. Criar candidaturas anti populares, mas com cara de super-heróis do povo, tem sido um clássico dessa velha imprensa que, em que pese gasta e torta, parece longe de afundar ou desistir. Em 2013, um Juiz carrasco e um Senador mineiro da oposição foram os queridinhos da mídia conservadora.
Cerimônia de entrega da Medalha da Inconfidência
Mas isso não durou, ao menos, em seu invólucro de proteção ‘natural’. Notoriamente, foi o ano em que o que era pó ao pó voltou.
AA_ao po o que é do po
Tanto Joaquim Barbosa, quanto o deputado dono de um helicóptero flagrado carregando quase meia tonelada de cocaína, haviam sido condecorados com medalhas por Aécio Neves, pré-candidato da oposição às eleições de 2014.
AA_helicoptero-do-po
Medalhas e medalhas… O Brasil teve um dos seus melhores anos, no esporte. E sob vais e aplausos, prepara-se para ser o país da Copa. A vitória na Copa das Confederações deu o tom de nossa maturidade. Somos, mais que nunca, o país do futebol. Mas essa chancela, ora nos serve como motivo de orgulho. Se ela já foi sinônimo de ofensa, se já significou a forma injusta de rotular nosso povo como anestesiado, conformista, passivo em relação aos seus direitos e em nome da fé cega no futebol, provado ficou que isso foi sempre um falso dilema e um rótulo descabido.
AA_copadasconfederações
A paixão pelo futebol não é motivo de passividade maior, nem menor, nem esclarece a apatia política. Não gostar do esporte não faz de ninguém um Che Guevara aguerrido. Do mesmo modo, as manifestações ruidosas que se espalharam pelo Brasil, a exigir das autoridades e demais setores sociais, educação e saúde com padrão FIFA, confirmam a vocação brasileira: a mão que toca o violão, se for preciso, faz a guerra.
AA_copa2014
Desejo a todos, um 2014 de PAZ.
Grata aos que acompanham nosso blog, Saci & Mula colocam-se, desde sempre, na torcida por um ano de imensas conquistas sociais e alegrias. Um ano à altura e do tamanho do Brasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em CONTO E MOSTRO, JORNALISMO BOZO, MULA PUXA PAPO COM SACI..., PERERÊ CONTOU PRA SEM CABEÇA

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s